entre um dia e outro

2009 E 2010: ARQUIVO DE RESIDÊNCIAS . 2011 e 2012: PROJETO ESCUTA NÔMADE

Arquivo para Residências de arte

Para cair na estrada

A viagem do Escuta Nômade está prevista para últimos dias de agosto, mas o projeto em si já se iniciou. Estamos preparando uma identidade visual que será incorporada em camisetas, textos e no estúdio nômade de entrevistas. Estamos aos poucos convidando pessoas de Fortaleza para se agregarem, procurando explorar as possibilidades do intercâmbio que virão. Alguns recebem a proposta de forma entusiasmada, outros ficam indiferentes. Com gestores e curadores  veremos a possibilidade de participarem de intercâmbios com seus pares latino-americanos, além de pensarmos juntos a formação de turmas para aulas à distância por artistas que iremos convidando para ministrar mini-cursos de apresentação de processos de trabalho e uso de softwares específicos. Gostaríamos de começar com aulas do Gimp com Naldo Rodrigues, de Recife.

Outra frente de trabalho atual é articulação dos contatos. Tivemos um início com pé direito no Paraguai, com um diálogo muito amigável com Daniel Milessi, da Galeria e Residência Planta Alta (veja foto). Tudo aponta para uma aproximação de Fortaleza e Assunção no campo das artes. Acertamos a realização de uma oficina de desenho cultural na qual apresento propostas que realizamos como os Percursos Urbanos e o Narrativas em Volta do Fogo.

Casarão onde funciona a Galeria/Residencia/Bar Planta Alta

A tecnologia para emissão ao vivo das entrevistas ainda não foi decidida. Abrimos o canal Escuta Nômade no Livestream e aprendemos a usar os recursos de edição disponíveis. Mas gostaríamos de trabalhar com mais de uma câmera, com mais recursos para edição ao vivo. Quando aprendermos isso, poderemos replicar esse know-how na viagem mesmo. É uma frente de trabalho muito interessante.

Enfim, vamos adiante, na confiança de que as pessoas querem dialogar, desenvolver trabalhos e novos projetos juntas, e que a escuta é uma ferramenta poderosa.

Anúncios