entre um dia e outro

2009 E 2010: ARQUIVO DE RESIDÊNCIAS . 2011 e 2012: PROJETO ESCUTA NÔMADE

Arquivo para espiritualidade

20/agosto – O Bará do Mercado

Uma das coisas dos Percursos que funciona bem é apresentar os contornos do invisível. Ontem me falaram de uma  dessas coisas não visíveis que marcam a cidade: o Bará do Mercado. No centro do Mercado Público de Porto Alegre, no meio da encruzilhada que lhe deu origem, está “sentado” o orixá Bará – entidade responsável pela abertura dos caminhos e pela fartura.Mais do que uma nota pitoresca isto é mais um sinal da presença fundamental da religisoidade afro-brasileira no Rio Grande do Sul, um estado que conta com 65.000 terreiros. Logo que possa pretendo visitar os quilombos.Mas por enquanto, preciso organizar as idéias, antes de ir conhecer as pessoas e lugares. No google descubro que foi produzido o curta “A Tradição do Bará do Mercado Público: Os caminhos invisíveis no negro em Porto Alegre”. Vou procurar por isso, quem sabe incluir no roteiro Cidade-templo. Depois explico melhor.

O Mercado Público de Porto Alegre é um quadrado com um Bará enterrado no centro

O Mercado Público de Porto Alegre, desenhado sob a forma de um quadrado, tem com um Bará enterrado no centro
O Centro do mercado nunca é ocupado por nada, nenhuma banca de frutas, nem a plataforma de vigilância da polícia ocupa aquele lugar;
O Centro do mercado nunca é ocupado por nada; nenhuma banca de frutas, nem a plataforma de vigilância da polícia ocupa aquele espaço físico e imaginário.